Princípios Essenciais do Anglicanismo


Biblia Sagrada Credo Anglicano

Bíblia Sagrada: A Igreja Episcopal tem na Bíblia a principal fonte de doutrina, cujas páginas registram os fundamentos históricos do cristianismo, Acreditamos que as Sagradas Escrituras contêm toda revelação necessária para que a humanidade alcance vida plena. Toda nossa doutrina e liturgia sustentam-se nas Santas Escrituras do Antigo e Novo Testamento. 


Os Credos: A Igreja Episcopal expressa a sua fé nas palavras de dois grandes credos históricos do cristianismo: O Credo dos Apóstolos, como o Símbolo Batismal, e o Credo Niceno, como suficiente declaração da fé Cristã.

Escritos no tempo da igreja indivisa, constituem a confissão normativa da fé católica que preservamos ainda hoje.


Os Sacramentos: Cremos que os sacramentos “são sinais externos e visíveis de uma graça interna e espiritual” concedidos por Cristo. Professamos o Santo Batismo e a Santa Eucaristia como legítimos sacramentos e instrumentos da graça salvífica de Deus.

Os sacramentos são administrados pelo uso regular das palavras de Cristo que os instituiu e dos elementos por Ele ordenados.


Episcopado histórico: Professamos que a autoridade transmitida por Cristo aos apóstolos e esses aos seus sucessores (incluindo nossos bispos) é, ao mesmo tempo, garantia e expressão da catolicidade e apostolicidade da Igreja. 


A Fé Católica e Apostólica


A Igreja Anglicana defende e proclama a fé católica e apostólica nas Escrituras
e interpretada à luz da tradição, do estudo e da razão.  


A Fé, a Ordem e a Prática estão expressas no Livro de Oração Comum, nos Ordinais dos séculos XVI e XVII e mais resumidamente no Quadrilátero de Lambeth de 1888. Este documento definiu como elementos essenciais de Fé e Ordem para a busca da unidade cristã:


1) As Santas Escrituras do Antigo e Novo Testamento como a Palavra revelada a Deus;

2) O Credo Niceno como a declaração suficiente da fé cristã;

3) Os sacramentos do Batismo e da Eucaristia celebrados com as palavras e os elementos usados por Jesus Cristo na última ceia;

4) O Episcopado Histórico, como símbolo da unidade Cristã.


A adoração está no centro do anglicanismo. Os estilos variam do simples para o elaborado, do evangélico para o católico e do carismático para o tradicional. 

O ponto central da adoração, para os anglicanos é a Celebração da Santa Eucaristia, que é chamada também de Santa Comunhão, Santa Ceia, Ceia do Senhor ou Santa Missa.

No oferecimento da oração e do louvor, são relembradas a vida, a morte e a ressurreição de Cristo por meio da proclamação da Palavra e da celebração do sacramento.